Corridas

Boesel se junta a Fittipaldi, Piquet e Senna no Hall da Fama da FIA

  •  
  •  

Cerimônia realizada nesta segunda-feira premiou 29 pilotos campeões mundiais de endurance em Paris; Fernando Alonso, Tom Kristensen e Jack Yckx foram alguns dos premiados da noite de gala na França

Raul Boesel ao lados dos campeões mundiais de endurance FIA/ Divulgação

O Hall da Fama do automobilismo mundial ganhou mais um nome brasileiro para o registro oficial da Federação Internacional de Automobilismo. Nesta segunda-feira, em Paris, Raul Boesel foi homenageado pelo seu título no Mundial de Endurance, conquistado em 1987 com a equipe Silk Cut Jaguar.

O piloto curitibano esteve presente na sede da FIA e foi premiado com uma placa de reconhecimento pelo órgão máximo do automobilismo. Ao lado de Boesel estavam outros campeões mundiais do WEC, como Tom Kristensen (ganhador das 24 Horas de Le Mans em nove oportunidades), Derek Bell (bicampeão mundial e cinco vezes ganhador de Le Mans), Jack Yckx (bicampeão mundial) e Fernando Alonso, que é o único piloto a ter sido homenageado pelos seus títulos na F1 e no Mundial de Endurance.

Raul Boesel FIA/ Divulgação

“Foi muito especial receber essa homenagem na sede da FIA pelo meu título mundial no Sportscar conquistado há 32 anos. Homenagearam os campeões de todas as temporadas do endurance e realmente é indescritível o que senti aqui em Paris. Gostaria de agradecer todos que fizeram parte da minha carreira por esse registro histórico”, diz Boesel.

Raul se junta a Ayrton Senna, Nelson Piquet e Emerson Fittipaldi entre os brasileiros homenageados no Hall da Fama. A lista da FIA de pilotos homenageados registra 33 campeões na F1, 17 do Mundial de Rally e 29 campeões do Mundial de Endurance.

Em 1987, Boesel conquistou vitórias cinco vitórias na temporada do World Sportscar Championship. Os triunfos com o Jaguar XJR-8 aconteceram em Jerez (Espanha), Silverstone (Inglaterra), Brands Hatch (Inglaterra), Nurburgring (Alemanha) e em Spa-Francorchamps (Bélgica). Boesel ainda disputou as temporadas de 1982 e 1983 na F1.

Raul Boesel na cerimônia realizada em Paris FIA/ Divulgação

“Vencer aquele campeonato foi incrível. Ainda corri com o Martin Brundle, na Bélgica, e consegui o título com a vitória que conseguimos juntos em Spa. Eu estava sem lugar para pilotar em 1987 e o meu amigo Johny Mattos, que estava em Nova York, leu na revista Autosport que o Jack (Yckx) estava procurando por um piloto e eu decidi ligar. Eu liguei e ele achou que eu era o Bobby Rahal, não o Raul Boesel. Em seguida, o Tom Walkinshaw, dono da equipe TWR, me chamou para fazer um teste. Eu fui para Paul Ricard, pilotei o carro e assinamos contrato logo na sequência”, contou Boesel na cerimônia.

Presidente da FIA, Jean Todt parabenizou os pilotos por suas conquistas e se declarou um apaixonado pelo endurance. “As corridas de endurance ocupam um lugar especial na história do automobilismo e também no meu coração. É com grande prazer que inauguramos essa categoria do Hall da Fama com 29 campeões do FIA WEC”, disse Todt.

Confira todos os homenageados pelos títulos mundiais de endurance:

Bob Garretson (1981)
Jacky Ickx (1982, 1983)
Stefan Bellof (1984)
Derek Bell (1985, 1986)
Hans-Joachim Stuck (1985)
Raul Boesel (1987)
Martin Brundle (1988)
Jean-Louis Schlesser (1989, 1990)
Mauro Baldi (1990)
Teo Fabi (1991)
Yannick Dalmas (1992)
Derek Warwick (1992)
André Lotterer (2012)
Marcel Fässler (2012)
Benôit Tréluyer (2012)
Allan McNish (2013)
Loïc Duval (2013)
Tom Kristensen (2013)
Anthony Davidson (2014)
Sébastien Buemi (2014, 2018-19)
Brendon Hartley (2015, 2017)
Mark Webber (2015)
Timo Bernhard (2015, 2017)
Marc Lieb (2016)
Neel Jani (2016)

Foto destaque FIA/ Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *