Rally

Família Varela vive dias de superação no Rally Dakar

  •  
  •  

Rally Dakar: Na quarta-feira, Bruno Varela/Maykel Justo sofre quebra dupla de homocinética e passa noite no deserto; no dia seguinte, Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin é surpreendido com dois pneus furados na etapa em que não podem contar com assistência externa.

Familia que compete unida, também sofre perrengues unida. Desta forma que Reinaldo e Bruno Varela, pai e filho, vêm enfrentando o Rally Dakar, maior rali do mundo, que acontece até o dia 17 no Peru. Ambos seguem firme na competição, Reinaldo forte na briga pelo bicampeonato, mas passaram por dias recentes bem difíceis na categoria UTV.

O primeiro a sofrer com as intempéries do Dakar foi Bruno Varela. Ele e seu navegador, Maykel Justo, tiveram duas quebras de homocinética e passaram a noite de quarta para quinta-feira no deserto arrumando o equipamento, retornando ao acampamento horas antes da largada do dia seguinte e partindo para o novo desafio praticamente sem descanso.

“Primeiro quebrou uma homocinética e passamos a andar com tração 4×2. Por conta disso, a outra homocinética ficou sobrecarregada e também quebrou. Foi bem complicado, mas superamos”, comenta Bruno. “Foi a situação mais difícil em toda a minha carreira”, destaca o experiente Justo.

Já Reinaldo, na briga direta pela vitória junto de Gugelmin, enfrentou dois furos de pneus de uma só vez após um choque com uma pedra na especial da última quinta-feira bem na etapa Maratona, onde os pilotos não podem contar com auxílio externo. Por sorte, nada mais foi danificado.

“Faltava 10 km quando aconteceram os furos, tivemos que reparar e conseguimos terminar. Por sorte nada mais danificou o carro e seguimos na luta para retomar a liderança que nos escapou das mãos”, diz o veterano, que compete desde 1982 e está em quarto lugar no geral.

Nesta sexta, a segunda perna da Etapa Maratona marca o retorno dos competidores a Arequipa. Serão 776 km (345 km de especial) para as motos e 714 km (452 km de especial) para carros, UTVs e caminhões.

Resultado do dia UTVs:

1. S. Kariakin/A. Vlasiuk (RUS/BSP), 4h23min59s
2. M. Piazzoli/J. Diaz (CHI/Can-Am), a 14min26s
3. G. Farres Guell/ D. Carreras (ESP/Can-Am), a 16min08s
4. R. Varela/G.Gugelmin (BRA/Can-Am), a 26min11s
5. I. Casale/ A. Aliaga (CHI/Yamaha), a 33min10s
6. M. Jordão/L. Roldan (POR/BRA/Can-Am), a 43min15s
7. M. Baumgart/K. Cincea (BRA/Can-Am), a 45min14s
8. C. Baumgart/B. Andreotti (BRA/Can-Am), a 51min05s
Ainda no percurso: B. Varela/M. Justo (BRA/Can-Am)

Classificação geral UTVs:

1. S. Kariakin/A. Vlasiuk (RUS/BSP), 14h32min33s
2. G. Farres Guell/ D. Carreras (ESP/Can-Am), a 11min26s
3. M. Piazzoli/J. Diaz (CHI/Can-Am), a 30min00s
4. R. Varela/G.Gugelmin (BRA/Can-Am), a 30min00s
5. F. Contardo/A. Quintanilla (CHI/Can-Am), 1h08min48s
6. M. Baumgart/K. Cincea (BRA/Can-Am), a 1h12min13s
7. M. Jordão/L. Roldan (POR/BRA/Can-Am), a 1h28min51s
11. C. Baumgart/B. Andreotti (BRA/Can-Am), a 51min05s

Por Vipcomm / Fotos Duda Bairros/photosdakar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *