F-1 Últimas Notícias

Fórmula 1: Na Espanha, Hamilton lidera 5ª dobradinha seguida da Mercedes.

  •  
  •  

Assumindo a ponta na largada o Inglês venceu com facilidade e abre 7 pontos de vantagem para Bottas. 

Já na largada, Hamilton e Vettel pressionaram o pole Bottas, o Inglês se deu bem e assumiu a liderança na curva 1, Vettel quase se chocou com o Finlandês e acabou saindo da pista, com isso perdeu a posição também para Verstappen.

Archive number: M193649

Foi a quinta vitória consecutiva da Mercedes na temporada, algo inédito nestas mais de 1000 corridas da Formula 1, pela primeira vez uma equipe vence as cinco primeiras etapas de um campeonato, e mais, fazendo dobradinha.

Convenhamos, a equipe das flechas de prata não tem nenhum adversário à altura. Tudo indicava que a Ferrari seria uma “pedra no caminho” da equipe Alemã, até pela aparente superioridade na pré-temporada, mas até aqui, o que vemos é um campeonato de uma só equipe.

Archive number: M193720

Fica a pergunta, quem segura a Mercedes?

Voltando a largada, quem também se deu muito bem Max Verstappen, que assumiu a terceira posição e manteve até o final da prova, ótimo resultado para a RBR, que vem em plena evolução, o companheiro de equipe de Max, Pierre Gasly, terminou na sexta posição.

BARCELONA, SPAIN – MAY 12: Max Verstappen of the Netherlands driving the (33) Aston Martin Red Bull Racing RB15 on track during the F1 Grand Prix of Spain at Circuit de Barcelona-Catalunya on May 12, 2019 in Barcelona, Spain. (Photo by Charles Coates/Getty Images)

Já para Ferrari, mais um GP que mostra o fracasso nas tentativas de melhorias nos carros e deixa claro que ainda não existe uma estratégia definida para seus pilotos. 

Durante a corrida vimos sucessivos erros estratégicos, quando Vettel estava com a quarta posição e não conseguia chegar na RBR de Verstappen, atrás vinha Charles Leclerc bem mais rápido, mas a equipe Italiana demorou demais para dar a ordem de troca de posições e com isso Verstappen continuava a aumentar a vantagem. Se a Ferrari ordenasse a troca antes, quem sabe poderia ter brigado pelo pódio, mas…

O dia não era da Equipe Italiana, estratégia errada de Pneus com Leclerc, colocando pneus C1 (brancos), onde a equipe apostou em uma única parada, sendo que, a maioria das equipes optou por duas paradas, inclusive Vettel fez duas paradas. Nas trocas de pneus de ambos, um dos mecânicos teve problema sempre o do pneu traseiro esquerdo. Realmente não era o dia, ou talvez não seja o ano da Ferrari, mais uma vez, enfim, mais uma etapa que é para ser apagada da memória na temporada 2019.

Faço mais uma pergunta, A Ferrari já está ficando atrás da RBR, quando vão estrear no campeonato, para brigar de igual para igual com a Mercedes?

No pelotão de trás as brigas por posições foram intensas.

A Haas viu seu piloto Kevin Magnussen, terminar na sétima posição fazendo uma corrida consistente, já seu companheiro Romain Grosjean, teve dificuldades, por diversas vezes saiu da pista na curva 2, ao disputar posições se tocou com adversários, saiu do traçado, nas últimas voltas seus pneus já estavam bem desgastados, com isso perdeu posições e acabou em decimo. Foi um final de semana positivo para a equipe Americana, que está em sexto  na classificação de construtores, à 2 pontos da Racing Point.

Para a McLaren foi uma corrida de recuperação, já que a classificação não foi como o esperado. Largando na décima e décima segunda posições. Carlos Sainz fez uma boa corrida de recuperação e terminou na oitava posição, já seu companheiro Lando Norris na volta 46, em disputa com Lance Stroll, acabou batendo na Racing Point, fim de corrida para os dois.

Lando Norris, McLaren MCL34

Já para as Renaults, mais uma etapa em que a recuperação não veio, Nico Hulkenberg largou dos boxes e seu companheiro Daniel Ricciardo na décima terceira posição. Mesmo com dificuldades, conseguiram completar a prova com seus dois carros, sendo Ricciardo na décima segunda posição e Nico na décima terceira. Um resultado sofrível para uma equipe que fez uma boa pré-temporada, mas que vem amargando resultados negativos.

A STR conseguiu um nono lugar com Daniil Kvyat, seu companheiro Alexander Albon chegou na décima primeira posição.

A Alfa Romeo é outra equipe que não está achando um bom acerto para seus carros, Kimi Raikkonen terminou na décima quarta posição e Antonio Giovinazzi em décimo Sexto.

Willians veio para essa etapa com uma nova configuração em seus carros, novos pacotes de atualizações, mas pelo visto de nada adiantou.

E assim foi a quinta etapa da Fórmula 1, Mercedes brilhando como nunca, Ferrari tropeçando nos próprios erros, RBR evoluindo e mostrando que quer ser a segunda força da F1, Haas evoluindo e brigando com a McLaren pela quarta posição no campeonato de construtores e as demais lutando para melhorar seus carros. 

A próxima etapa será nos Principados de Mônaco, prova que tem todo um charme, toda sua história, o ano passado a RBR brilhou com Ricciardo. 

E em 2019, será que veremos a sexta vitória da Mercedes ou a Ferrari vai reagir, já que é a casa de seu piloto Charles Leclerc ou ainda a RBR possa repetir o feito do ano passado agora com Verstappen?

Daqui duas semanas voltamos para contar como foi o GP de Mônaco.

Até lá!

Fotos Divulgação/Internet e Divulgação/Equipes da F1

One Response

  1. Boa noite ! O comentário de algo inédito com as vitórias referidas neste ano está equivocada em 1988 a Mclaren com 2 gênios fizeram simplesmente
    11 corridas com vitórias seguidas , onde acho que este recorde jamais será batido! Agora no que se diz a 5 dobradinhas confere ! Tudo certo

    Grande abraço a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *