F-1 Últimas Notícias

Formula1: Mercedes é Hexa Mundial, com “mãozinha” da Ferrari e “garfada” em Lewis Hamilton.

  •  
  •  

Vitória fácil de Valtteri Bottas, após uma largada estranha de Sebastian Vettel garante o título antecipado de construtores para a Mercedes.

Opinião Regii Silva:

Explicando o título acima; A mãozinha por parte da Ferrari veio de Seb, que simplesmente não largou, foi o primeiro a mover o carro, porém, quando as luzes ainda estavam acesas, poderia até ter sido punido, mas por conta, ainda, do “efeito” Canadá, os comissários fizeram vistas grossas. Ficou barata também a punição aplicada em Leclerc, após a corrida, pelo incidente sobre Verstappen, a batida no Holandês, indiretamente colaborou com o triunfo dos rivais da Mercedes, pois tirou o Monegasco da disputa pelas primeiras posições.

Sebastian Vettel até que se recuperou bem do erro na largada, e o segundo lugar ficou de bom tamanho para o Alemão, neste caso a “mãozinha” veio da Mercedes, que inexplicavelmente chamou Hamilton para uma segunda parada, o que fez com que o Inglês não só perdesse a chance de lutar pela vitória, mas perdesse também a segunda posição para Sebastian.

A “garfada” em Lewis, por parte da própria equipe ainda é uma incógnita, isso por que no momento em que foi chamado para uma segunda parada, que não estava nos planos iniciais da equipe, coincidentemente um gráfico mostrado pela transmissão, dava conta de que os pneus médios de sua Mercedes estavam com um desempenho de 70%, isso faltando apenas 10 voltas para o final da corrida.

No geral, a Ferrari ainda se mostra momentaneamente superior, principalmente em classificação, e uma dificuldade que aparentemente tinha, com os pneus médios, não se confirmou nas voltas finais, onde Vettel resistiu aos ataques que Lewis de pneus macios novos, contra seus médios usados. A equipe Italiana muito provavelmente ficará com o vice-campeonato de construtores, mas o gosto amargo de estar largando com os dois carros na primeira fila em Suzuka, e ver a rival Mercedes conquistando o título antecipado faltando ainda quatro etapas.

A Mercedes   além de comemorar muito o título, também terá muito a explicar para Hamilton, que tinha chances reais de, se não vencer, pelo menos brigar com Bottas pela vitória. É claro que ninguém tira os méritos de Valtteri que já na largada pulou para a ponta e soube administrar a corrida, mas esta segunda parada de Hamilton, surpreendeu não apenas o Inglês, mas a todos nós. O título era uma questão de tempo e é mais que merecido, assim como o de Hamilton, mas o GP de hoje, nos deixou aquela sensação de que nunca saberemos o que teria acontecido, caso não houvesse uma interferência direta do box, no resultado da corrida. Nunca sabemos se, quem venceu, realmente venceu por mérito ou por conveniência de pessoas que apenas sentam num posto de comando e manipulam as emoções de milhões de espectadores com alguns toques em botões.

Na RBR/Honda a esperança de uma boa apresentação na casa da Honda por parte de Verstappen já foi tirada na curva dois, o Holandês que foi atingido pela Ferrari de Leclerc, algumas voltas depois, teve de recolher sua RBR. Restava Alexander Albon que não decepcionou e com uma atuação digna de quem realmente deseja ficar com a vaga, garantiu um honroso quarto lugar, o que em partes, salvou a RBR e a Honda, colocando-as como terceira força no Japão.

A McLaren com Carlos Sainz, teve mais uma atuação que definitivamente a coloca como a “melhor do resto”, com um desempenho que só tende a melhorar a partir do ano que vem com os propulsores da Mercedes. Sainz fez uma corrida consistente e manteve um ritmo semelhante ao de Albon e Leclerc, o que fez com que o espanhol comemorasse muito ao final da corrida.

Com a punição de Leclerc, Ricciardo herda o sexto lugar, ficando à frente do Monegasco, Pierre Gasly terminou em oitavo, a frente de Sergio Pérez e Nico Hulkenberg.

A Fórmula 1 desembarca no México em duas semanas, e a partir de agora a pergunta é, em qual GP Lewis será hexacampeão?

Foto destaque twitter.com/MercedesAMGF1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *