Endurance BR

Ginetta G57 vence a P1 na etapa da Endurance Brasil

  •  
  •  

Team Ginetta Brasil conquistou sua primeira vitória na Império Endurance Brasil 2019, durante as Quatro Horas de Goiânia, realizada no sábado (25/5), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), com um bom desempenho do trio Fábio Ebrahim, Pedro Aguiar e Wagner Ebrahim. Os pilotos classificaram o seu protótipo Ginetta G57 em quarto lugar do grid, Fábioganhou a segunda posição no início da prova, Wagner assumiu a liderança e administrou a posição, Pedrinho voltou na terceira posição, mas logo recuperou a ponta da prova e Wagner retornou para a tocada final em segundo lugar, onde se manteve até a bandeirada final. Com o segundo lugar na Geral, o trio do Ginetta G57 n.º 20 conquistou a primeira vitória na categoria P1 e assumiu a segunda posição da classificação da Império Endurance Brasil 2019.

            Na largada da 2.ª etapa da Endurance Brasil, o Team Ginetta Brasil, o piloto Fábio Ebrahim pulou para a segunda posição e passou a administrar sua corrida, acompanhando de perto o AJR n.º 88 e abrando vantagem para o terceiro colocado. No decorrer da prova, com duas intervenções do safety car, nas voltas 14 e 24, o piloto Fábio conseguiu negociar bem as ultrapassagens, tirando a vantagem dos líderes e ampliando para o terceiro colocado. Os tempos do AJR n.º 88 e do Ginetta G57 n.º 20 eram muito parecidos no início da corrida, com Vicente Orige e Fábio Ebrahim ampliando suas vantagem a cada volta disputada. Na abertura da primeira janela para a troca de pilotos e reabastecimento, Fábio passou o Ginetta G57 para Wagner Ebrahim, na 40ª volta, perdendo três voltas nos boxes.

Wagner Ebrahim retornou à pista com o Ginetta G57 em terceiro lugar na Geral e passou a imprimir ritmo forte de corrida, ultrapassando retardatários e reconquistando posições na pista. Com 56 voltas, Wagner começou a andar mais rápido que o AJR n.º 88 de Tarso Marques, diminuindo a diferença a cada volta completada. Na volta 62, Wagner assumiu a liderança da prova na Geral, para a alegria de todos no Team Ginetta Brasil, após a quebra do câmbio do AJR n.º 88, passando a abrir vantagem para o segundo colocado Júlio Campos, com a Mercedes AMG. Mas a partir da volta 75, Júlio com bom desempenho passou a diminuir essa vantagem. Porém, com a corrida sob controle, Wagner administrou bem a posição, até a volta 84, quando passou o Ginetta G57 para Pedrinho Aguiar.

O piloto Pedrinho Aguiar retornou à pista em terceiro lugar, passando a imprimir seu ritmo de prova, com a excelente performance com o Ginetta G57. Na volta 87 ganhou o segundo lugar e na 92.ª passagem assumiu novamente a liderança na Geral. Pedrinho aguentou a pressão de Guilherme Figueiroa que estava mais rápido na prova e Daniel Serra vinha muito forte na terceira posição. OGinetta G57 fez a última troca de pilotos na volta 126. Nessa terceira e quarta parte da prova, a Ferrari 488 da dupla Chico Longo/Daniel Serra era o carro mais rápido da pista, e foi ganhando posições e superando seus adversários. Wagner Ebrahim perdeu um pouco de tempo na troca de pilotos, para acertar a posição do volante e retornou em segundo lugar na Geral, a uma volta do líder. Sem tempo para voltar a liderança na Geral, Wagner passou a administrar a posição, para garantir a primeira vitória na categoria P1.

– Resultado Final Geral –

Fotos: Rodrigo Ruiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *