Nas- Últimas Notícias

NASCAR Duels – Joey Logano e William Byron brilham nos duels de Daytona.

Na última quinta-feira, dia 13/02, as feras da NASCAR Cup Series voltaram para a pista de Daytona para a disputa dos Duels.

Revisão Francisco Brasil

Tal evento não gera pontos para o campeonato e possui apenas o condão de definir o grid de largada a partir da segunda fila para a prova da Daytona 500, a primeira da temporada, que será realizada no dia 16/02.

O Duels são divididos em duas pequenas provas de 60 voltas cada, onde apenas metade dos carros inscritos andam de cada vez.

No primeiro Duel seriam definidas as posições ímpares do grid de largada e, no segundo, as colocações pares.

Vale lembrar que a pole position para a Daytona 500 já havia sido disputada anteriormente e foi conquistada por Rick Stenhouse Jr (47), este ano em nova equipe, a JTD Daugherty Racing, guiando um Chevrolet Camaro.

Duel 1

A pole position para esta primeira disputa foi do próprio Stenhouse Jr.

Tão logo os carros foram para a pista, a chuva deu as caras em Daytona, obrigando a direção de prova a abortar e atrasar a largada

Após a pista estar finalmente seca, a bandeira verde foi finalmente agitada e Rick Stenhouse Jr. Se manteve na frente.

As paradas nos boxes tiveram início ainda sob bandeira verde, e tiveram direito a um toque de Christopher Bell (95) na traseira do carro de Martin Trurx Jr. (19) que fez o campeão de 2017 ultrapassar a sua área de pits.

Daniel Suarez (96) e Ryan Blaney (12), na volta 30, se encontram na pista, vão para o muro e provocam uma bandeira amarela.

A relargada se deu novamente com Stenhouse Jr na frente.

A partir da volta 38, Joey Logano aparece forte na briga pela liderança e a disputa entre os pilotos se torna incrivelmente intensa.

Ao fim, depois de muitas trocas de posição, Joey Logano recebe na frente a bandeira quadriculada e vence o primeiro Duel, com Aric Almirola (10) em segundo e Ryan Newman (6) em terceiro.

Duel 2

No segundo Duel, realizado logo após o primeiro, teve como pole position o piloto do Chevrolet Camaro n° 88 da equipe Hendrick, Alex Bowman.

Bownan domina a prova por longo período, acompanhado de perto por Erik Jones (20) e os irmãos Busch.

As paradas para reabastecimento e trocas de pneus aconteceram sob bandeira verde e, sem anormalidades, a liderança da prova passou para as mãos de Kevin Harvick (4).

Na volta 42, J.J Yeley (54) em encontra o muro após receber um toque de Corey LaJoie e causa uma bandeira amarela.

Harvick relargou na liderança e a manteve quase até o final da prova.

Nas últimas voltas as disputas se intensificaram e uma fileira de carros da Chevrolet, guiada por William Byron (24) e Jimmie Johnson (48), companheiros de equipe Hendrick, assumiram a ponta.

Ao fim, a bandeira quadriculada é agitada para William Byron vencer o Duel de número 2.

No segundo posto cruzou a linha de chegada o seu companheiro de equipe, Jimmie Johnson e, em terceiro, Kyle Larson (42), ou seja, três carros da Chevrolet.

Veja como ficou o grid para a Daytona 500:

Starting PositionDriverTeam
1.Ricky Stenhouse Jr.JTG Daugherty Racing
2.Alex BowmanHendrick Motorsports
3.Joey LoganoTeam Penske
4.William ByronHendrick Motorsports
5.Aric AlmirolaStewart-Haas Racing
6.Jimmie JohnsonHendrick Motorsports
7.Ryan NewmanRoush Fenway Racing
8.Kyle LarsonChip Ganassi Racing
9.Brad KeselowskiTeam Penske
10.Kevin HarvickStewart-Haas Racing
11.Bubba WallaceRichard Petty Motorsports
12.Cole CusterStewart-Haas Racing
13Austin DillonRichard Childress Racing
14.Erik JonesJoe Gibbs Racing
15.Martin Truex Jr.Joe Gibbs Racing
16.Matt DiBenedettoWood Brothers Racing
17.Christopher BellLeavine Family Racing
18.Kurt BuschChip Ganassi Racing
19.Chris BuescherRoush Fenway Racing
20.Ross ChastainSpire Motorsports
21.Denny HamlinJoe Gibbs Racing
22.Tyler ReddickRichard Childress Racing
23.John Hunter NemechekFront Row Motorsports
24.Ty DillonGermain Racing
25.Chase ElliottHendrick Motorsports
26.Michael McDowellFront Row Motorsports
27.Ryan BlaneyTeam Penske
28.Kyle BuschJoe Gibbs Racing
29.Clint BowyerStewart-Haas Racing
30.David RaganRick Ware Racing
31.Ryan PreeceJTG Daugherty Racing
32.Timmy Hill*MBM Motorsports*
33.Justin Haley*Kaulig Racing*
34.Brennan PoolePremium Motorsports
35.Quin HouffStarCom Racing
36.Corey LaJoieGO FAS Racing
37.Joey GasePetty Ware Racing
38.BJ McLeodRick Ware Racing
39.Brendan Gaughan*Beard Motorsports*
40.Reed Sorenson*Premium Motorsports*

Opinião Alex Leonello.

Bem diferente do que aconteceu na prova do Clash, realizada no dia 09/02, os acidentes não ocorreram em grandes quantidades ou proporções nos Duels.

Embora a Toyota tenha vencido o Clash com Erik Jones (20), um dos poucos sobreviventes daquela verdadeira carnificina automobilística, o Duel 1 foi marcado pelo resultado de três carros da Ford nas três primeiras colocações, em que pese o grande trabalho da Chevrolet, principalmente nos carros de Rick Stenhouse Jr (47) e Chase Elliott (9).

Já no duel de número 2, foi a vez da trifeta da Chevy que, como dito, também concluiu a prova nas três primeiras colocações, muito embora pilotos como Kyle Busch e Kevin Harvick tenham tido uma grande atuação.

Com isso podemos concluir que, em que pese a realidade de que Daytona e a própria NASCAR serem realmente uma caixinha de surpresas, a prova está integralmente aberta, devido ao equilíbrio total demonstrado nestas provas de exibição durante a semana.

Creio que o grande destaque aqui deve ser dado para a equipe Hendrick, onde seus pilotos tiveram desempenhos fantásticos, inclusive Jimmie Johnson, cuja triste notícia da aposentadoria ao fim desta temporada de 2020 nos atingiu de surpresa.

Enfim, no próximo dia 16 a Cup Series finalmente dará início a fase Regular de seu campeonato que, pelo que já se viu, certamente será extremamente competitivo e emocionante.

Opinião Francisco Brasil.

A posição de largada em Daytona não influencia na briga pela vitória, onde todos tem chances de ganhar. Mas estar á frente pode ser decisivo para escapar de um big one, e foi isso que os pilotos realmente disputaram nos duels.

Os pilotos foram mais comedidos pois no Clash utilizaram carros reserva, diferente do duel que usa o bólido na corrida principal, ou seja, todo cuidado é pouco. E isso acabou vitimando Daniel Suarez, que estava no lugar errado e na hora errada. Em sua entrevista ficou claro a frustração e o choro preso após ser eliminado do grid.

Quem merece destaque são Ross Chastain que terminou seu duel em P9 (20° no grid) e Cole Custer, quinto em seu duel sendo o melhor estreante com a 12° posição no grid.

E está pronta a receita para domingo: grid formado, as três montadoras mostrando força e uma vaga nos Play offs ao vencedor. Que venha a Daytona 500!

Opinião Marcos Amaral

Estamos cada vez mais perto da prova que abre a temporada 2020 da NASCAR, o Duels definil o grid de largada e pudemos ver que os pilotos foram mais caltelosos, não arricaram muito, como vimos no Clash, que foi uma pancadaria geral e acabou sobrando menos de 10 caros.

Joey Logano e William Byron foram as estrelas.

Como é bom ver o jovem Byron vencendo e mostrando que esse ano ele pode arriscar mais e continuar na sua carreira crescente.

Ja Logano não temos muito que falar, é um baita piloto, as vezes faz uma besteiras, mas o Mustang #22 esta sempre ali incomodando os ponteiros.

Agora é só esperar domingo e ver essas feras acelerando no Daytona International Speedway.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *