Nas- Últimas Notícias

NASCAR Monster Cup – Brad Keselowski conquista a terceira vitória da temporada no Kansas!

  •  
  •  

A 12° etapa da temporada 2019 da Monster Energy NASCAR Cup Series, disputada no oval de 1,5 milhas do Kansas, aconteceu no sábado, dia 11/05, véspera do dia das mães.

Para esta etapa que contava com 267 voltas, a posição de honra no grid de largada ficou por conta do piloto do Ford Mustang n° 4 da equipe Stewart-Haas Racing, Kevin Harvick.

Após a classificação, vários pilotos falharam na inspeção de seus carros, sendo obrigados a largar no final do pelotão como punição, dentre eles, Aric Almirola (10), Joey Logano (22), Daniel Suarez (41), Kyle Larson (42) e Martin Truex Jr. (19).

Com a largada, várias disputas por posições ocorreram na pista e o primeiro pit stop aconteceu na volta 30, em virtude de uma bandeira amarela de competição.

Com vários pilotos trocando apenas 2 pneus, a liderança passou momentaneamente para as mãos de William Byron (24), uma vez que, logo na relargada, Clint Bowyer (14) o ultrapassou e veio para a ponta.

Depois de ter relargado de forma espetacular partindo apenas na décima posição, Harvick recupera a liderança da prova na volta 52.

Em que pese a escapada de Danny Hamlin (11), que terminou por causar uma nova bandeira amarela, Harvick estava imbatível naquele instante da prova e, sem dar chance aos demais competidores, vence o primeiro segmento da competição.

Naquele instante, as nuvens escuras que rodeavam o circuito passou a ser uma preocupação de pilotos e equipes, por conta da possibilidade de chuva.

Embora Harvick tenha dominado grande parte de um segundo segmento bastante apagado, este, a 15 voltas do final, acabou sendo ultrapassado por Chase Elliott (9) que, ao final, acabou por vencê-lo.

Após os pits, Kevin Harvick relargada na liderança e se mantém firme, contudo algumas voltas depois, por conta de um grande detrito na entrada de ar para o motor de seu carro, foi obrigado a ir para os Boxes, caindo para a 27° posição e perdendo uma volta com relação ao líder que, naquele momento, passou a ser Alex Bowman (88).

Por conta de um pneu descontrolado de Ryan Newman (6) nos pits, uma bandeira amarela foi acionada e, enquanto se acredita que Kyle Busch (18), tinha assumido a primeira colocação nos boxes, veio a notícia de que o mesmo foi punido por ter cruzado antecipadamente a área dos pits.

Um furo de pneu no carro de Ryan Blaney (12) acaba causando uma nova bandeira amarela, onde Kevin Harvick, que já vinha pela 14° colocação, conquistou o free pass, recuperando a volta perdida.

Chase Elliott relargou na liderança, mas sofreu com a forte pressão que era exercida por seu companheiro de equipe, Alex Bowman (88) que, em conjunto com Brad Keselowski (2), acabou por ultrapassá-lo, tornando-se o ponteiro da corrida.

Mas keselowski estava impossível e, restando apenas 7 voltas para o fim, assume a liderança da prova, após ultrapassar Bowman.

Com apenas 4 voltas do final, Matt DiBenedetto (95) ainda provoca outra amarela, trazendo a necessidade de um overtime.

Após a relargada, em que pese a pressão dos demais, Brad Keselowski (2) se manteve firme e cruzou na frente a linha de chegada, vencendo bravamente a etapa do Kansas e conquistando seu terceiro triunfo nessa temporada.

Na segunda colocação completou a prova Alex Bowman, com seu Chevy Camarro nº 88 e, em terceiro, atingiu a meta o jovem piloto da Gibbs, Erik Jones (20).

OPINIÃO

Assim como foi a prova da Truck Series, esta etapa da Monster Cup no oval do Kansas também foi de tirar o fôlego!

Viu-se muitas disputas, ultrapassagens e trocas de liderança, apimentando aquele automobilismo competitivo e de raiz que só a NASCAR sabe nos proporcionar.

Até a bandeira quadriculada ser agitada, não era possível a qualquer pessoa afirmar com certeza absoluta quem seria o piloto vitorioso naquela etapa, o que deixa bem claro o nível da emoção, competição e da disputa que aquela prova nos proporcionou.

Para o campeão Kevin Harvick, embora tivesse em suas mãos um grande carro, faltou o fator sorte, visto que a presença de um simples pedaço de plástico na pista foi capaz de arruinar a sua corrida e jogá-lo da primeira para a 27ª posição na pista, com uma volta de desvantagem para o líder.

Mesmo com uma apresentação mediana na maior parte da corrida, Brad Keselowski, no final, apareceu muito forte para desbancar os demais e vencer mais uma etapa nesta temporada.

Fazendo jus a sua fama de um piloto muito cerebral e voltado para as estratégias em corridas longas, Keselowski apareceu muito forte no final da prova para desestabilizar os demais e levar seu Ford Mustang número 2 da equipe de Roger Penske ao lugar mais alto do Victory Lane pela terceira vez neste campeonato, prorrogando ainda mais a supremacia de pista que vem sendo demonstrada pelas equipes Penke e Joe Gibbs neste ano de 2019.

Não podemos deixar de citar as excelentes corridas de Alex Bowman nas etapas de Dover e do Kansas, dando muito trabalho aos ponteiros e trazendo mais um carro da Chevrolet para frente do pelotão, em conjunto com seu já mencionado companheiro de equipe Hendrick, Chase Elliott, que também andou muito bem nesta etapa.

Por fim, aproveitando o lado familiar que a NASCAR sempre insiste em valorizar em cada uma de suas etapas, quero aqui deixar a singela homenagem do PLANETA VELOCIDADE para todas as mães que estão presentes em nossos caminhos, seja de forma direta ou até mesmo por meio do olhar de seus filhos que, assim como nós, são apaixonados pelo automobilismo como um todo.

Para todas as grandes mães deste país, deixamos um grande abraço e, ao nosso estilo, um eterno muito obrigado!

O próximo encontro da Monster Energy NASCAR Cup Series ocorrerá no dia 18/05, no circuito oval de 1,5 de Charlotte, na Carolina do Norte, para a realização da All Star Race, uma prova comemorativa e que não conta pontos para o campeonato.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Twitter: @alexleonello

Fonte: Divulgação/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *