24 Horas de Daytona IMSA

Nasr, Derani e Curran destacam condições difíceis na conquista do pódio nas 24 Horas de Daytona

  •  
  •  

O #31 Whelen Engineering Cadillac DPi-V.R repetiu neste domingo (dia 27) o segundo lugar no pódio das 24 Horas de Daytona, que abriram o calendário 2019 do IMSA WeatherTech SportsCar Championship. Sob o comando dos brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani e o norte-americano Eric Curran, o trio largou em quinto e esteve sempre na briga pela vitória numa corrida marcada pela forte chuva, que causou seu encerramento prematuro.

Com quase 22 horas de prova, as condições da pista ficaram muito difíceis e a corrida ficou sob bandeira amarela. Logo na sequência, uma segunda bandeira vermelha paralisou a prova por mais de duas horas, encerrando a disputa. Infelizmente, para a equipe Action Express Racing, a bandeira amarela ocorreu quatro minutos após Nasr aquaplanar, sair da pista e perder a liderança na Curva 1, quando o bicampeão da F-1 Fernando Alonso assumiu a ponta com o Cadillac #10 para vencer as 24 Horas.

Nasr voltou rapidamente para a pista, mas com a corrida interrompida não pode voltar a brigar pela vitória. Durante a disputa, os três pilotos da equipe estiveram na liderança. Foram 10 vezes em 97 voltas que o #31 Whelen Engineering Racing Cadillac apareceu na frente.

“Tínhamos um bom carro no seco e no molhado e estava tudo indo muito bem até a chuva cair forte”, declarou Nasr. “Não tinha o que fazer. Estava na frente e fui o primeiro carro a passar ali naquele momento e aquaplanei e perdi a liderança. Mas eu gostaria que a corrida tivesse voltado. Nosso carro era muito bom, fizemos um grande trabalho a corrida toda e tudo estava saindo como o planejado. Acredito que tínhamos um carro para vencer e gostaria de ter terminado a prova, se pudesse”, continuou.

“Mas foi incrível. Todo o trabalho da equipe em cada pit stop para a troca de pneus, o trabalho dos mecânicos e fizemos a volta mais rápida da corrida. O Eric e o Pipo também foram ótimos, mas queríamos ter terminado num lugar melhor do que segundo”, finalizou Nasr, atual campeão do IMSA e segundo colocado em Daytona no ano passado.

Derani, que já venceu as 24 Horas de Daytona em sua primeira tentativa em 2016, fez sua estreia oficial pela equipe Action Express e também destacou as condições difíceis da disputa. “Foi uma corrida infernal. Tivemos um dia difícil, com muita chuva. Foi muito triste não brigar pela vitória no final, mas estamos felizes por terminar esta corrida tão complicada. Tudo poderia acontecer. Agradeço à equipe pelo trabalho incrível. Foi minha primeira prova com a Whelen Engineering e estou muito feliz pelo que conseguimos. Estamos em segundo no campeonato e vamos continuar lutando”, acrescentou o piloto brasileiro.

Campeão do IMSA ao lado de Nasr no ano passado, Curran disse que foi uma das provas mais difíceis de sua carreira. “Essa corrida foi totalmente insana, uma das mais desafiadoras que eu já corri”, declarou. “As condições de tempo foram o ponto chave. No começo, estava seco e estava muito bom para pilotar. Me diverti muito pilotando de dia e à noite. Houve boas disputas com pilotos, equipes e andamos entre os três primeiros a maior parte do tempo”, lembrou.

“Mas eu estava no carro por volta de 5 da manhã, estava um breu, chovendo muito e o para-brisa começou a embaçar”, explicou o norte-americano. “Não conseguimos fazer com o que limpador funcionasse adequadamente e foi muito difícil guiar. Mas seguimos na briga. O carro estava muito forte, o suficiente para vencer, mas ficamos em segundo. Ficamos um pouco desapontados, porque já tínhamos sido segundo no ano passado. Não dá para reclamar de um segundo lugar em Daytona, mas queremos estar no lugar mais alto do pódio. Ficamos muito perto”, completou.

Após a primeira etapa na tradicional 24 Horas de Daytona, pilotos e equipes preparam-se agora para as 12 Horas de Sebring, entre os dias 13 e 16 de março.

Os melhores na categoria DPi em Daytona:
1 10 F. Alonso / K. Kobayashi / R. Van Der Zande / J. Taylor Konica Minolta Cadillac DPi-V.R. 593 voltas em 21:59:13.350
2 31 F. Nasr / E. Curran / P. Derani Whelen Engineering Racing Cadillac DPi +13.458
3 7 R. Taylor / H. Castroneves / A. Rossi Acura Team Penske Acura DPi +13.964
4 54 J. Bennett / C. Braun / R. Dumas / L. Duval CORE autosport Nissan DPi + 4 voltas
5 85 D. DeFrancesco / R. Barrichello / M. Goikhberg / T. Vautier JDC-Miller MotorSports Cadillac DPi +7 voltas
6 6 J. Montoya / D. Cameron / S. Pagenaud Acura Team Penske Acura DPi + 17 voltas
7 5 C. Fittipaldi / J. Barbosa / F. Albuquerque Mustang Sampling Racing Cadillac DPi + 20 voltas
8 50 K. Kaiser/ W. Owen / R. Binder / A. Canapino Juncos Racing Cadillac DPi + 38 voltas 1:35.329

Por FGCom / Fotos José Mário Dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *