Destaques Spotters

Spotters: Como o esperado tivemos o reflexo da primeira parte da temporada do ano da Fórmula 1.

  •  
  •  

Mercedes incrivelmente dominante e ao mesmo tempo tediosa. 

Mercedes sendo superior à qualquer outra equipe e trazendo o Hamilton de ponta à ponta para mais uma vitória. 

Texto Mozart Santos
Facebook/mozart.dossantos

Revisão Francisco Brasil

Bottas veio do fim do pelotão para mostrar presença na P4 e por pouco não chegou no pódio. 

2019 Abu Dhabi Grand Prix, Friday – LAT Images

Abu Dhabi trás um tipo de pista que favorece muito à Mercedes devido sua performance em curvas de alta e de baixa. Apesar das retas, a Mercedes não se assustou e trouxe o Hamilton para mais uma vitória no “nível fácil”.

Ferrari trazendo seus carros com estratégias inusitadas e falhas, para ambos pilotos, não conseguiram mais do que uma P3 o que para o nível Ferrari é algo muito pequeno. Esperamos ver a Ferrari mais forte no ano que vem, e quem sabe com um estrategista melhor. 

Redbull com uma boa administração junto do Verstappen, conseguiram um bom segundo lugar porém ainda não o suficiente para caçar o Hamilton mas o ideal para ficar firme na segunda colocação. 

Vimos uma excelente e arriscada ultrapassagem do Verstappen para cima do Leclerc e um retardatário, engolindo os dois de uma vez e se lançando para o lado de dentro da curva e garantindo assim sua segunda posição após os pits. 

Foto Twitter/RedBullRacong

Chegamos na melhor parte da Fórmula 1, pelotão intermediário. Quem acompanhou bem a corrida pôde ver excelentes trabalhos de condução do Norris, Sainz, Daniel Ricciardo e até mesmo do Hulkenberg… com a Racing Point trazendo o Perez para incomodar um pouco os motores Renault. Vimos boas ultrapassagens entre eles e boas disputas. 

Foto Twitter/F1

Temos duas despedidas ou talvez um “Até logo” de dois bons pilotos, o alemão Hulkenberg e o polonês Robert Kubica, pilotos que tinham até um potencial enorme durante o início de suas carreiras na Fórmula 1 mas que com o passar do tempo foram perdendo ritmo, caso do Kubica foi por um acidente no qual perdeu movimentos em um dos braços e chegou até a correr risco de perdê-lo. Mas superou e disse pra si mesmo que conseguiria voltar à pilotar um Fórmula 1, e assim o fez. Porém não pegou a Williams em um bom momento, o que o deixou bem apagado nessas últimas temporadas. 

Foto Twitter/F1

O que esperar da temporada de 2020? 

O público sempre quer emoção e isso é o que a Fórmula 1 está deixando à desejar de uns tempos pra cá. Temos dois novos pilotos com ótimos potenciais e excelentes condições de crescerem mais na fórmula 1 e trazer emoção de volta às pistas, Charles Leclerc e Max Verstappen, olho neles! 

Esperamos uma Fórmula 1 mais competitiva no pelotão da frente e com menos diferença em pista, trazendo à tona o profissionalismo de cada piloto e não a eficiência dos seus carros.

Foto destaque Steve Etherington

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *