SC- Últimas Notícias

Stock Car: Valdeno sobe para 3º em Goiânia

  •  
  •  

Desclassificação de Ricardo Maurício garantiu posição de pódio ao piloto da Prati-Donaduzzi.

Líder da segunda corrida de Goiânia por 22 das 29 voltas completas (75%), Valdeno Brito pôde celebrar tardiamente o pódio que lhe escapou nos metros finais da prova. O piloto paraibano foi promovido ao terceiro lugar (havia cruzado a linha de chegada em quarto) em função da desclassificação do vencedor Ricardo Maurício.

Assim, Valdeno alcança seu segundo pódio na temporada (o primeiro foi em Londrina, na quarta etapa) e o 32º da carreira na Stock Car.

Boa estratégia da Prati-Donaduzzi e pilotagem precisa de Valdeno contribuiram para o resultado. Foto: Cleocinei Zonta.

O resultado ajudou a Prati-Donaduzzi a fechar o fim de semana como a equipe que mais pontuou em Goiânia: 57 pontos no total.

“Queria fazer igual ao Carlos Sainz Jr. em Interlagos, voltar lá e subir no pódio”, brincou Valdeno Brito, em referência ao piloto da McLaren que foi promovido ao terceiro lugar no GP do Brasil de Fórmula 1 após a celebração de pódio e organizou a maior festa com a equipe, fazendo sua própria ‘cerimônia de premiação’.

“Garantir um pódio em função da punição a um adversário não é a melhor forma, mas a regra tem de ser cumprida e fico feliz de recebermos pelo menos esta ‘recompensa’, depois de tanto trabalho. Vimos o pódio escapar no final e agora sabemos que poderia ter sido inclusive uma vitória; mas o importante é ver que estamos competitivos”, falou Valdeno.

Para a Prati-Donaduzzi, como patrocinadora, este representa o 25º pódio de um piloto vestindo as cores da empresa (e o sexto só neste ano).

Todos os pódios de Valdeno Brito:

2005
Curitiba, 3º lugar
Brasília, 3º lugar
Tarumã, 2º lugar

2006
Interlagos, 3º lugar
Tarumã, 2º lugar

2007
Londrina, 2º lugar
Interlagos, 2º lugar

2008
Curitiba, 3º lugar
Santa Cruz do Sul, 2º lugar
Jacarepaguá, 1º  lugar

2009
Curitiba, 1º lugar

2010
Santa Cruz do Sul, 2º lugar

2011
Brasília, 1º lugar

2012
Curitiba, 1º lugar
Cascavel, 1º lugar

2013
Interlagos, 2º lugar
Ribeirão Preto, 3º lugar

2014
Interlagos, 2º lugar
Santa Cruz do Sul, 1º lugar
Cascavel, 2º lugar
Curitiba, 2º lugar

2015
Santa Cruz do Sul, 1º lugar
Cascavel, 1º lugar
Cascavel, 2º lugar

2016
Velopark, 2º lugar
Goiânia, 3º lugar
Interlagos, 3º lugar
Londrina, 2º lugar
Goiânia, 3º lugar

2017
Velopark, 2º lugar

2019
Londrina, 2º lugar
Goiânia, 3º lugar

Todos os pódios da Prati-Donaduzzi:

2013
Cascavel, Julio Campos, 2º lugar

2014
Santa Cruz do Sul, Antonio Pizzonia, 1º lugar
Brasília, Julio Campos, 2º lugar
Goiânia, Julio Campos, 3º lugar
Cascavel, Julio Campos, 2º lugar
Santa Cruz do Sul, Julio Campos, 2º lugar
Tarumã, Julio Campos, 1º lugar
Tarumã, Antonio Pizzonia, 1º lugar

2015
Ribeirão Preto, Julio Campos, 3º lugar
Velopark, Julio Campos, 3º lugar
Velopark, Julio Campos, 3º lugar
Curitiba, Julio Campos, 1º lugar
Curitiba, Julio Campos, 2º lugar

2017
Santa Cruz do Sul, Antonio Pizzonia, 2º lugar

2018
Velopark, Julio Campos, 3º lugar
Velopark, Julio Campos, 3º lugar
Cascavel, Julio Campos, 2º lugar
Londrina, Julio Campos, 2º lugar
Interlagos, Julio Campos, 2º lugar

2019
Goiânia, Julio Campos, 2º lugar
Londrina, Valdeno Brito, 2º lugar
Londrina, Julio Campos, 3º lugar
Santa Cruz do Sul, Julio Campos, 1º lugar
Campo Grande, Julio Campos, 2º lugar
Goiânia, Valdeno Brito, 3º lugar

Sobre a Prati-Donaduzzi

A Prati-Donaduzzi, indústria farmacêutica 100% nacional é especializada no desenvolvimento e produção de medicamentos genéricos. Com sede em Toledo, oeste do Paraná, produz, aproximadamente 11,5 bilhões de doses terapêuticas por ano e gera mais 4,2 mil empregos. A indústria possui um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil e pretende incrementar em 15% seu faturamento e capacidade produtiva em 2019.

Foto destaque Cleocinei Zonta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *